Minha pequena trajetória no software livre

Este mês completam 10 anos desde que comecei meu curso de “Bacharelado em Informática e Tecnologia da Informação” na UERJ. Para comemorar esta primeira década, vou falar um pouco de uma parte importante da minha carreira: o meu envolvimento com software livre.

O início

Utilizo e advogo a favor do software livre desde aproximadamente 2003, no início da minha carreira profissional. No entanto, só a partir de 2008 que passei a fazer parte de uma comunidade e trabalhar em conjunto com outras pessoas em favor deste ideal. Esta comunidade foi a SL-RJ e a conheci durante o Flisol 2008, evento organizado por alguns amigos logo após a criação do grupo.

Na comunidade

Desde então, eu procuro fazer o que posso para ajudar, sempre buscando mais. Em 2009, eu organizei meu primeiro evento (Flisol 2009) e fiz minha primeira palestra (Gnugraf 2009).

Neste ano estava muito envolvido com a comunidade, mas vi todos aqueles eventos importantes, como FISL e Latinoware, passando e eu não fui em nenhum. Terminei o ano pensando: “Ano que vem eu vou em algum evento grande de software livre!”

Primeiro evento grande

Em 2010, só dei uma palestra (Gnugraf 2010) e não pude ir no FISL. Então, para cumprir minha meta, eu fui ao Latinoware! Gostei muito de estar naquele ambiente cheio de pessoas inteligentes e cheio de amigos (sim, o pessoal do SL-RJ estava em peso lá – como palestrantes!).

Muito destes amigos falaram que eu devia ter mandado uma palestra, mas eu andava com a cabeça muito cheia para pensar nisso e acabou passando. Então submeti uma palestra ao evento FSLDC 2010 que foi aprovada! Infelizmente, fiquei muito gripado no dia anterior e não tive a menor condição de ir ao evento.

Mostrando a cara

Então o ano de 2011 começou com uma nova meta: “fazer mais palestras”. Comecei palestrando em abril no Flisol 2011 e, em seguida, no FSLDC 2011, ambas com a palestra “Integração contínua com software livre” que ia apresentar no FSLDC 2010. Fiquei empolgado e submeti 2 palestras ao FISL. Para a minha total surpresa, uma delas foi aprovada!!!

Assim, acabei indo para o meu segundo evento grande de software livre, mas desta vez como palestrante (que tem regalias, como jantar às custas do Google :P ). No FISL, apresentei a palestra “Android: uma catedral de sucesso” e foi bem legal (até apareceu no site do evento \o/).

Obs.: As apresentações de todas as minhas palestras estão na página Palestras aqui do blog.

Meta cumprida

Estamos pouco além da metade de 2011 e considero minha meta para este ano cumprida. Já mostrei bastante a minha cara e, mesmo assim, ainda tenho 2 palestras marcadas. A primeira será na próxima segunda-feira, no Ciclo de Palestras do Sindpd-RJ, e a outra no sábado seguinte, no II Universidade Livre. Gostaria de poder apresentar em outros eventos, mas o Hack’n Rio está sugando todas as minhas forças e estou preferindo deixar para depois que o evento passar.

Falando em Hack’n Rio, este é um marco importante na minha trajetória no software livre, pois é o maior evento que já organizei. Com dois dias de duração e uma quantidade razoável de patrocinadores, está dando bastante trabalho, mas vai valer a pena.

Futuro

E minha meta para 2012? Com certeza será contribuir como desenvolvedor para alguns projetos. Sinto que preciso dar um passo a mais na carreira e deixar de apenas fazer divulgação. Este ano comecei a dar meus primeiros passos no desenvolvimento de software livre: primeiro com o ORC, iniciado pelo Gabriel Duarte, e depois começando o Barcode-Check-in, que talvez seja usado no Hack’n Rio para fazer o credenciamento dos participantes de forma mais ágil. No entanto, além de criar projetos, quero contribuir com os que já existem e que utilizo.

Se o mundo não acabar em 2012 (:P), espero que daqui a 10 anos eu já seja um desenvolvedor conhecido e respeitado, e tenha como minha principal fonte de renda o software livre. Como sou um cara ansioso, agora estou doido para saber como estarei em 2021!