Colaboração no mundo dos negócios

A interação entre empresas usuárias de software livre com suas comunidades

Carreira em lambda em TI

Quem trabalha em TI (e possívelmente outras áreas técnicas) já devem ter ouvido falar da “Carreira em Y”. Este formato de plano de carreira prega uma progressão onde uma pessoa de perfil técnico não precisa passar desempenhar uma função administrativa (virar gerente) para subir. Ela pode continuar progredindo como um técnico até o fim de sua carreira na empresa. Isto foi criado para evitar um antigo problema enfrentado pelas empresas: perder um ótimo técnico para ganhar um péssimo gerente. É uma ideia boa, porém pouco implementada (e virou até motivo de piadas).

Pois então vou apresentá-los minha teoria sobre o que realmente acontece na grande maioria das empresas: a “Carreira em Lambda”. Explico-lhes logo abaixo.

Esquema da Carreira em LabdaDividimos o lambda em dois lados: esquerdo mostra a carreira administrativa e direito a técnica. Na parte inferior da figura temos 2 inícios de carreiras para cada tipo.

Então você pergunta: “início da carreira administrativa? Mas isso não é só para gerente?” Era sim antigamente, quando só os gerentes cuidavam da papelada. Atualmente o nível de burocracia das empresas de TI é tal, que é preciso delegar um pouco deste trabalho tedioso para os subordinados.

Quem começa do lado administrativo tem vantagens, o caminho é sempre ascendente, o que o torna mais curto. Quem começa como técnico, primeiro começa a desaprender todas as boas práticas para se adaptar à estrutura da empresa e aos prazos absurdos dos projetos, até chegar ao “Vale das Desilusões”.

O “Vale das Desilusões” (nome emprestado do Hype Cycle do Gartner) representa aquele momento em que o técnico desaprendeu tanto, que se pergunta se ele escolheu a carreira certa. Neste momento, a muitos técnicos tentam migrar para a outra perna da carreira, mas a maioria persiste achando que vai melhorar.

Passado o Vale, o técnico começa a conseguir melhorar na carreira, conseguindo aos poucos reaprender e aplicar os conhecimentos no ambiente em que trabalha. É o momento de maior satisfação em sua carreira, até que ele atinge o topo e tenta passar para o nível acima (o braço técnico da carreira em Y).

Enquanto ele tenta eternamente passar para o outro nível, os seus colegas administrativos conseguem promoções e viram seus gerentes. O técnico pode passar anos neste ponto. Daí ou ele muda de emprego ou ele se dá por vencido e tenta virar gerente. A partir deste momento também é só ascensão até o momento em que o profissional está no topo da carreira da empresa. A partir daí, começa a preparação para a aposentadoria, quando ele procura não esquentar muito a cabeça até finalmente se aposentar e começar a viver de verdade.

PS: Apesar da experiência quase nula em edição gráfica, fiz este esquema rapidamente com o software livre Inkscape!

Aprendendo idiomas online

Depois de muito tempo sem escrever aqui no blog (justo agora que ele está todo bonito e com propagandas para eu poder ganhar um dindin) finalmente venho escrever mais um artigo com o intuito de ajudar outras pessoas com o conhecimento que tenho. Mas coloquei como meta escrever com uma periodicidade maior aqui. Tenho até um artigo pronto, que saiu na Revista Espírito Livre que ainda não postei! Mas chega de blá-blá-blá e vamos ao que interessa. ;)

Algo que gosto muito de fazer é aprender coisas novas, e idiomas é algo que nunca havia me chamado atenção. Mas comecei a aprender francês, para acompanhar minha esposa, e vi como é fácil estudar idiomas pela Internet! Falarei neste artigo de 2 que estou utilizando: Livemocha e BBC Languages.

Livemocha

O Livemocha é um site colaborativo, onde existem cursos básicos gratuitos onde seus exercícios (falados e escritos) são corrigidos por outras pessoas. Estas pessoas podem ser seus amigos cadastrados ou não no site ou até mesmo pessoas desconhecidas que conhecem bem o idioma que está sendo estudado (neste caso, o próprio site faz algumas recomendações). A medida que você vai avançando no curso ou fazendo exercícios extras, você vai acumulando pontos (Mochapoints). Você também ganha pontos ensinando outras pessoas os idiomas que sabe, realimentando o site. É bastante divertido!

Você ainda tem a opção de adquirir, por apenas 10 dólares, um material mais completo dos cursos e ter seus exercícios corrigidos por profissionais cadastrados, mas a grande sacada do site é a interação inter-cultural que acontece. Na minha opinião, o curso gratuito oferecido é bastante interessante para quem está começando a aprender um novo idioma. Também imagino que valha a pena comprar pelo acesso ao material extra, pois é barato e vai ajudar a ter um conhecimento mais completo, mas ainda não comprei nada ainda.

Se você se interessou pelo Livemocha, não se cadastre agora! Me peça um convite que te enviarei, pois assim eu ganharei pontos e um curso de viagens (cujo preço normal é 10 dólares também)!

BBC Languages

O site da rede de TV britânica BBC também tem uma parte dedicada ao aprendizado de idiomas. O material que eles têm é muito grande e totalmente gratuito. São vídeos, áudios, exercícios e textos que vão te ajudar a aprender ainda mais.

No entanto, a minha opinião é que este site é mais indicado se você já conhece um pouco do idioma, pois o conteúdo é um pouco mais avançado que o do Livemocha. Então o que estou fazendo é estudar Inglês por ele e o Francês vou ficar apenas no Livemocha por enquanto para depois partir para o BBC também.

Espero que minha dica ajude a formar mais poliglotas! Se você tem mais dicas de sites para estudo de idiomas online (mesmo que sejam pagos), me avise através dos comentários, pois isto me interessa muito!

Bon soir!

Read It Later: minha nova extensão para Firefox preferida

Um dos grandes poderes do Firefox são suas quase infinitas extensões. Para quem não conhece, extensões são espécies de plugins para o navegador que adicionam funcionalidades que não vem nele “de fábrica”. Ou seja, quando você baixa o Firefox ele é como um carro básico apenas com itens essenciais de série, mas você pode ir adicionando os itens opcionais para deixá-lo do jeito que você quer. Este artigo descreve uma extensão que conheci há algum tempo (no, infelizmente, falecido GDHCast) e a qual não consigo mais navegar sem: Read It Later.

O que é?

Basicamente, a extensão Read It Later é uma lista de links que você quer guardar para ler depois. Você tem opção de configurá-lo para salvamento offline ou online (que é o mais interessante para mim). Na segunda opção, ele salvará seus links numa conta que deverá criar no site Real It Later e, com isso, poderá visualizar a lista de links de qualquer computador que utilizar. Como eu sou um viciado em RSS (utilizo o Google Reader para ler meus feeds), existem diversos artigos que gostaria de deixar para ler em casa, então adiciono no RIL e pronto! Em casa é só sincronizar (que ele faz automaticamente), consultar a lista de links salvos, começar a ler e marcá-los como lidos.

read-it-later

A ideia é bastante simples e você pode até pensar “eu posso fazer isso de diversas maneiras”, mas com certeza não será de uma forma tão simples. Com uma interface limpa, ele adiciona um botão não intrusivo na barra de endereços, que serve para salvar o link na lista, ele e também facilita muito na hora da leitura. Com ele você poderá pesquisar por um link, ordená-los por diversas formas (mais novos, mais antigos, por nome, por site e até por pagerank) e conta com paginação. Além disso, você pode enviar um link que gostou para o Delicious, Digg, Reddit, StumbleUpon, favoritos do navegador, dentre muitos outros.

**Funcionalidades extras
**

A extensão não fica só no feijão-com-arroz de salvar links e cincronizar a lista entra vários computadores. Existem duas funcionalidades que vão acabar com qualquer argumento contra:

Integração com o Google Reader – Não há dúvidas que o Google Reader seja o leitor de RSS (dentre os online e os offline) mais utilizado. Sendo assim, o RIL adiciona um link acima da estrela, que facilita muito o salvamento de links, já que o leitor de RSS é, potencialmente, o maior gerador de links para leitura futura.

read-it-later-greader

Leitura offline – Com se tudo o que foi dito não bastasse, que tal salvar os links para lê-los mesmo quando você não tiver acesso à Internet?

Espero que a dica ajude a todos os RSS-maníacos (como eu) a ter uma leitura mais produtiva!

Eventos de software livre no Rio de Janeiro em setembro

Este mês teremos no Rio de Janeiro dois grandes eventos de software livre: Software Freedom Day e Fórum de Tecnologia em Software Livre do SERPRO RJ. Uma oportunidade única para quem quer aprender um pouco mais sobre tecnologias de ponta e software livres que estão mudando a realidade da tecnologia no mundo todo. E tudo de graça!